Quinha

Poesia

Textos


          DUAS FORÇAS
                                       
Na primazia sonhei com grande amor
E agora estou embeiçado por amor largo
Se meu peito está ofegante e canta
A causa maior é o coração apaixonado
 
 E quando juntos aspiro à brisa de tua aura.
Tu abates-me com doces beijos em ternura
 Essa ternura que adoça o enlevo da jornada
E vai preenchendo o tudo na minha vida

Não quero nem meditar em ti perder,
Não há alicerce a resistir se fluíres da minha vida.
Sem seu amor, vai gotejar o mísero coração.
E toda graça nessa vida será perdida

 Não!  Não quero mais seguir a vida sem teu amor.
O teu amor é sempre um regalo
Hoje, as causas, vêm acontecendo, engrandecidas.
Porque sempre a tenho ao meu lado.
 
 De que importa se os destinos não se cruzam
E nosso amor navega avante no mar aberto
Em nosso caso há duas forças favoráveis ao amor
 
Para reagir a vinda de fortes tempestades
E caso queiram findar esse grande amor
Seremos duas forças a repelir forças contrárias
 
 
 
 
QUINHASSILVA
Enviado por QUINHASSILVA em 26/02/2015
Alterado em 11/07/2019


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras