Quinha

Poesia

Textos


ROSA INDECISA

Rosa indecisa da palavra amor

É doçura, rosa ausente
Rosa do deslumbramento
Que adoça a solidão.
 
Rosa recôndita
Que o amor não é em vão
Não causa amargor na boca
É enlevo para o coração
 
Rosa de amabilidade
Que clama, enfeita-se.
Causa dores, no ventre, de desejos
No Jogo trágico da sedução
 
Rosa róseo
De espinhos perfumados que esgrima
E protege suas pétalas
Das grandes ilusões
 
Rosa indecisa, rosa ausente
Com olhar insinuante
De uma bela flor, floresce nossa
Existência e deslumbra seu amor
 
Amor profundo, tão longo que não cabe na vida
Porque a vida é curta para contê-lo
E o amor é muito forte para esquecê-lo
Eterna, Rosa, que se chama " Amor"
 
 
 
 
 
QUINHASSILVA
Enviado por QUINHASSILVA em 27/12/2013
Alterado em 23/09/2015


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras