Quinha

Poesia

Textos


Uma mensagem de Natal

Alguns de nós encontramos dificuldades quando chega a hora de dizermos aos nossos filhos sobre a inexistência do personagem," o velhinho Papai Noel". Nossos filhos ou netos ficam tristonhos. Assim como nós também. Mas sabemos, quando confraternizamos com nossa família ou amigos do coração, o que comemoramos nesse sublime dia de Natal ( é o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo). Logo Ficamos sensíveis. E é nesse momento que cai uma ficha. Então, viajamos num túnel do tempo e abríamos uma pequena janela, aportando no passado. justamente quando éramos crianças. A doçura naquela etapa de nossas vidas era irradiante. Sonhávamos o dia inteiro na véspera do Natal, às vezes, até não dormíamos. Ficávamos ansiosos a espera de nossos presentes. Onde eram colocados geralmente embaixo da cama ou ao lado, da árvore de Natal. Parecia uma noite sem fim, onde as cores do arco íris se mesclavam com nossos sonhos de crianças. Era tamanha alegria de nossa parte, que quando raiava o dia, gritávamos e agradecíamos clamando: “Querido Papai Noel, você não se esqueceu de mim”. Corríamos com os alaridos por toda casa. Nossos pais nos aconchegavam em seus braços, dizendo: “vocês mereciam, são bons meninos”. E quando desembrulhávamos nossos presentes, os olhos lagrimavam e ao mesmo tempo sorriam, era um misto de brilhos formidável de emoção. Logo alcançávamos a rua, e de menos não passeávamos, mais corríamos, sobre um imenso tapete mágico imaginado por nós mesmo, que se estendia naquele dia de manhã de euforia.
Todos iam absorvendo aquele clima de natal, como se fosse uma imensa nuvem de fumaça hilariante descida do céu nos sufocando de alegria. Então, quanto mais demorarmos despertar em nossos crianças a inexistência dessa lenda. Ela será sempre lembrada por nós quando formos adultos. Tudo isso vale, é um sonho infantil repleto de solidariedade. Uma verdadeira mensagem deixada para humanidade pelo Papai Noel. Mas é Óbvio. A lenda do Papai Noel em nossas vidas se tornou um elo enovelado de ouro desde a infância. Suas raízes são tão profundas que alcançam e maculam todas as pessoas e nos deixam sensíveis nesse unânime dia. A generosidade de alguns em distribuir presentes para todas as crianças no dia de Natal vai perdurar por toda humanidade e isso é para sempre. “FELIZ NATAL”
QUINHASSILVA
Enviado por QUINHASSILVA em 15/12/2012
Alterado em 02/12/2015


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras