Quinha

Poesia

Textos


UM DIA INESQUECÍVEL

Foi porventura nós dois num canto
Apreciando o crepúsculo vibrante
Olhos cálidos ao magnífico encanto
Com passarinhos no trinar solene.

Entrelaçados nesse mesmo sonho,
Abracei teu corpo freneticamente
Éolo ao ouvir cânticos, ordena o vento
Soprar mais forte do mar errante.

À noite caí em plumas e nós dois caídos
No chão à toa, a nudez transparece
E as vestes mais longes se foram

Houve quietude em acorde, um dia inesquecível
As lembranças ainda vagueiam na memória
E a saudade  ancorada no fundo do peito



 
QUINHASSILVA
Enviado por QUINHASSILVA em 18/11/2011
Alterado em 29/06/2015


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras