Quinha

Poesia

Textos

EFICIÊNCIA DA "HOME CARE"
A palavra“Home Care” é inglesa e sua tradução para língua portuguesa significa cuidados no lar. Esse termo está sendo usado ultimamente e colocado em prática por empresas atuantes na área da saúde. Tendo a finalidade de proporcionar aos pacientes, uma assistência de enfermagem no seu próprio lar.

Mas, esse serviço só é aprovado quando o diagnóstico do médico não constar um caso grave. Sem haver risco à vida do paciente. E mais ainda. Se avaliação médica estiver direcionada para uma recuperação mais rápida. Nesse caso, o paciente será tratado no próprio ambiente domiciliar, isso evitará a internação hospitalar. Essa medida parece eficaz para ambas as partes, hospital e paciente.

Permitir ao paciente que seja tratado no próprio lar e junto aos seus familiares, ocasiona uma melhora no seu estado psicológico e o tranquiliza. Haja visto, não ser de hoje, quando há mais acúmulo de pessoas num local, as dificuldades aumentam em controlar as bactérias que se proliferam pelo ar.

Enquanto para o hospital, o quadro se apresenta com a diminuição da lotação dos leitos, cuja averiguação no mundo contemporâneo, já sinaliza para um futuro próximo, o crescimento populacional, principalmente em relação aos idosos. Devido o avanço tecnológico na medicina e a própria alimentação balanceada dos cidadãos.

Esse serviço assistencial no lar passa ser prioritário em estados não graves. Isso é uma ação boa, gera mais empregos a enfermagem e valoriza essa profissão, deixando até, com um eixo central a mais ao cuidar da saúde das pessoas. Esse modelo já está sendo apresentado e comprovado, que a hospitalização em casos não graves, torna-se desnecessária. Por isso seria uma das alternativas de uma forma quantitativa.

Talvez, quem sabe? Esse novo modelo no cuidar das pessoas no seu próprio lar; disponibilizando o serviço da enfermagem pelo atendimento da “Home Care”, Poderá abranger na política da saúde pública no Brasil.

Já que, a própria Constituição Brasileira rege que é um dos deveres do Estado. Cuidar da saúde dos cidadãos, sem ônus, com eficiência e qualidade, para o todo de uma população; a qual tenta caminhar e chegar a uma democracia mais madura. Isso seria modernidade.
QUINHASSILVA
Enviado por QUINHASSILVA em 08/11/2011
Alterado em 24/03/2015


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras