Quinha

Poesia

Textos


                       O VENTO

Amante irrecusável
Quem o busca.
Terra, mar, redemoinhos.
Flagra-se criança rebelde
Que desarrumam cabelos
Invadem casas
Flutuam cortinas
Levantam decotes
Desnudam árvores
Crescem ondas, bailam os barcos
Papéis voam dos escritórios
Até que o tempo para
No pensamento
Perde-se a hora
Fogem queixas
Secam lágrimas
A favor ou contra ele
Há sempre doçura
Na sua magia
Irresoluto
De Irregular movimento
Sem eternizá-lo
QUINHASSILVA
Enviado por QUINHASSILVA em 29/11/2019
Alterado em 29/11/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras