Quinha

Poesia

Textos


                      NA TUA ESPERA
 É a ti que amo
Tens  graça que ilumina o rosto
 Calma que raciocina o dia
 Desfolha o malmequer
Na ventura e desventura
 Primazia e amor profundo
 
Sou teu prisioneiro da paixão pura
 A embalar-me na saudade infinda
Com ternura doce e verdadeira
No regresso do amor cativo.
 
Obrigado, ver-te tão longe e meiga
Dentro do negro da saudade imensa
  Que torce alma em frio intenso  
  A amar-te tanto na ausência.
 
Espero-te na constância dos dias longos
 Ao amor que por si só foi afastado
 Perto de outras, o coração sente,
 A falta do palpitar inesperado.  
 
 

 
QUINHASSILVA
Enviado por QUINHASSILVA em 21/02/2019
Alterado em 04/04/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras